D.U.F.F.
  • Ano de lançamento: 2015
  • Atores principais: Mae Whitman, Robbie Amell, Bela Thorne.

Sinopse: A jovem Bianca descobre que foi escolhida pelas amigas de colégio como uma D.U.F.F., uma amiga feia para que elas se pareçam ainda mais bonitas quando comparadas. Revoltada, Bianca pede a um atleta popular da escola para ajudá-la a melhorar seu visual.


Assisti este filme ontem (Sábado) e adorei, um filme bem leve para assistir perfeito para adolescentes (adultos também) na maior parte do filme se passa na escola, Bianca tem duas amigas e depois de descobrir que era uma D.U.F.F. fato contado por um atleta que por sinal também é seu vizinho, Bianca começa a associar e entender porque ela se parece tão invisível quando está com suas amigas, ninguém lembra dela, não sabem seu nome e por último ela é considerada a menos desprovida de beleza do trio, pensando que suas amigas estavam usando-a para enaltecer sua beleza (beleza das amigas e não de Bianca) ela decide acabar com a amizade entre elas.

D.U.F.F. realmente me fez refletir sobre algumas coisas tão presentes no nosso dia-a-dia, principalmente no universo jovem. A questão das redes sociais e como elas podem expor um padrão de vida e beleza que absolutamente ninguém conseguirá atingir e como elas podem afetar nossas vidas, outro ponto a ressaltar é o simples fato de que hoje em dia a maioria das pessoas se importam mais com aparência do que com o próprio caráter.
Agora me responda, você conhece, tem ou é?

E você sabia que este filme é baseado no livro? ou seja, TEM LIVRO!
#PARTIULEROLIVROEFAZERACOMPARAÇÃO

Livros para ler
Oi Leitores.

A cada dia que passa você acaba descobrindo novos livro, novos desejos de compras, novas wishlist e depois de encher o carrinho da sua loja virtual preferida você descobre algo terrível, você não tem dinheiro suficiente para realizar aquela compra. Chega dá vontade chorar não é mesmo? Temos que nos conformar a comprar de pouquinho mesmo (risos) e fazer listas pequenas uma de cada vez, pensando nisso separei alguns livrinhos que estou ansiosa para ler ou comprar mesmo porque PDF não é meu forte.

1. Três coisas sobre você:
 Sinopse: Setecentos e trinta e três dias depois da morte da minha mãe, 45 dias após o meu pai fugir para se encontrar com uma estranha que ele conheceu pela internet, 30 dias depois de a gente se mudar para a Califórnia e apenas sete dias após começar o primeiro ano do ensino médio numa escola nova onde conheço aproximadamente ninguém, chega um e-mail. Deveria ser no mínimo esquisito, uma mensagem anônima aparecer do nada na minha caixa de entrada, assinada com o bizarro nome Alguém Ninguém. Só que nos últimos tempos a minha vida tem estado tão irreconhecível que nada mais parece chocante.

Páginas: 288
Ano: 2016
                                      Autor (a): Julie Buxbaum
2. Tudo e todas as coisas:
Sinopse: "Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa. Nunca saí em toda minha vida. As únicas pessoas que já vi foram minha mãe e minha enfermeira, Carla. Eu estava acostumada com minha vida até o dia que ele chegou. Olho pela minha janela para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano. Ele me pega olhando-o e me encara. Olho de volta. Descubro que seu nome é Olly. Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre."

                                       Páginas: 304
                                       Ano: 2016
                                       Autor (a): Nicola Yoon

Becca, meu novo livro no Wattpad
Titulo: Becca
Capítulos: 3 (porém a história ainda não está completa, não se preocupem vou atualizar a cada três dias)
Ano: 2017
Autora: Lorena Xavier (eu mesma rsrs)
Plataforma disponível: Wattpad


Sinopse: Becca uma adolescente de dezesseis anos, sempre detestou a vida que tinha, depois de descobrir a existência de uma casa abandonada cujo agora é seu segundo lar Becca se distrai lendo livros, escutando músicas e pensando constantemente sobre o tédio que sente dos adolescentes atuais e as dificuldades de ser diferente e estranha aos olhos dos demais. Entre milhões de pensamentos incluindo formas de morrer Becca tenta desvendar suas fraquezas e forças para talvez descobrir um pouco mais sobre si e junto com seu amigo ela tenta trilhar seu próprio caminho sem pensar em um caminhão passando por cima dela.
Oie Leitores.

Para começar isso aqui não é uma resenha ok?
É apenas para avisar que sim, eu estou começando a escrever no Wattpad pela primeira vez, não acho que isso seja um ''livro'' mas sim uma história com alguns capítulos. É realmente uma sensação maravilhosa que estou sentindo ao perceber que eu uma garota comum, também pode escrever suas próprias histórias assim como você pode também.

Não espero milhões de visualizações nem nada disso, mas se uma só pessoa ler e gostar para mim já é é o suficiente para encher meu coração de orgulho. você fica tão feliz por saber escrever e poder dizer que aquilo é seu, ainda mais quando outras pessoas leem o que você escreve é um baita feito.

Por isso eu convido todos vocês leitores a lerem essa nova história ficarei muito grata e feliz. Becca é uma história suave e cativante indicada para qualquer faixa etária, e se você resolver ler não se esquece de comentar sobre o que achou viu? para que eu possa saber sua opinião.

Silêncio - Becca Fitzpatrick
Livro: Silêncio
Série: Hush, Hush
1- Sussurro
2- Crescendo
Páginas: 304
Editora: Intrínseca
Ano: 2012
Autora: Beca Fitzpatrick


Sinopse: Nora Grey não consegue se lembrar dos últimos cinco meses. Depois do choque inicial de acordar em um cemitério e descobrir que ficou desaparecida por semanas, ela precisa retomar sua rotina, voltar à escola, reencontrar a melhor amiga, Vee, e ainda aprender a conviver com o novo namorado da mãe.
Em meio a tudo isso, Nora é assombrada por constantes pensamentos com a cor preta, que surge em sua mente nos momentos mais improváveis e parece conversar com ela. Alucinações, visões de anjos, criaturas sobrenaturais. Aparentemente, nada disso tem a ver com sua antiga vida.
A sensação é de que parte dela se perdeu. É então que o caminho de Nora cruza o de um sexy desconhecido, a quem ela se sente estranhamente ligada. Ele parece saber todas as respostas… e também o caminho até o coração de Nora. Cada minuto a seu lado confirma isso, até que Nora se dá conta de que pode estar apaixonada. De novo.
Antes de começar a resenha eu queria pedir sinceras desculpas por passar tanto tempo sem nenhum post novo, sem resenhas novas, eu realmente estava sem tempo por questões escolares e outras questões pessoais e como se não fosse o bastante meu computador deu problema mas sobre isso avisei lá na página do blog no Facebook e é por isso que você deve seguir as redes sociais do blog, para ficar sempre ligados nas novidades haha. Acreditem não é nada fácil administrar um blog, exige tempo e dedicação, exige criatividade e força de vontade se quiser tornar isso algo sério e não ficar largado por aí, estou escrevendo essa resenha às 23:32 porque acabei de terminar de ler o livro acima e sabe? estou triste e feliz ao mesmo tempo e pra falar a verdade estou ate com vontade de chorar porque estou tão perto de acabar a saga Hush, Hush.

Depois de três meses Nora acorda confusa e assustada no meio de um cemitério a noite mas o que ela está fazendo lá? Ela quer respostas porém não se lembra de absolutamente nada e não tem a minima ideia de como foi parar naquele local sombrio e escuro.
Tudo que ela quer é se lembrar do que aconteceu cinco meses atrás, porém sua amnesia a impede. Não é estranho se esquecer de tudo que aconteceu durante semanas? ate parece que sua memoria foi apagada...

Este é o terceiro volume da saga Hush, Hush e ainda falta mais um para mim acabar com a história de Patch e Nora estou começando a ficar preocupada, não queria me separar de vocês dois.
Silêncio traz a tona todo o mistério que faltou no segundo volume Crescendo, estou feliz que a autora tenha se recuperado do livro anterior porque realmente não tinha gostado tanto dele como gostei deste aqui.
O livro é recheado de sentimentos e emoções com um ar mais sombrio do que o livro anterior, deixando-o mais sério e sem muito espaço para piadinhas, tudo aqui está mais intenso e verdadeiro e a maior diferença entre esse livro e o anterior seria o grande amadurecimento de Nora, ela finalmente está forte e corajosa de verdade ela sempre foi insistente em algo que acredita agora ela lutará com todas as suas forças para salvar a se mesma e seu agrande amor Patch.

Existe menos enrolação do que nos livros anteriores e tudo ocorre de maneira mais rápida não deixando o leitor entediado, a leitura continua sendo leve obrigada Becca. A história é narrada em primeira pessoa, para mim as capas mais bonitas da saga foi a capa do livro Sussurro que é o primeiro volume esta (Silêncio) que é o terceiro volume.

O personagens são os de sempre, porém aqui eles estão melhores, Patch agora é um cara mais sério e finalmente deixa claro absolutamente qualquer sentimento que sente por Nora, continua sendo uma perfeição de homem e claro está disposta a qualquer coisa para proteger sua amada. Nora agora é forte e corajosa com já citei acima sua amizade com Vee se abalou um pouco e sinceramente senti falta de Vee, ela é uma ótima amiga e é tão engraçada um ponto a menos, Scott aparece com mais frequência também e sinto que agora o conheço de verdade ela não é tão cara de pau assim no fundo ele é atencioso também, Marcie desapareceu um pouco neste livro porém seu verdadeiro lado compensou toda falta, ainda não gosto da mãe de Nora ela me parece tão superficial mas nada é perfeito certo.

A história está incrível os personagens também temos aqui uma evolução de tudo, dos personagens da história do enredo e da própria autora que só melhora apesar da pequena recaída que ela deu no segundo livro aqui ela se recuperou, como se não bastasse a emoção e toda revolta teremos guerra no quarto livro.

Se preparem!
  Olhei para Patch e soube que estávamos pensando a mesma coisa. De um jeito ou de outro, a guerra se aproximava.
  Tudo que me restava era decidir quem seria meu inimigo.
Classificação: 

Texto Formem Grupos Crianças
Sempre soube que eu era uma boa observadora, sempre mesmo.
Talvez fosse por causa da minha timidez ''aguda'' que me fez aguçar minha capacidade de avaliar e observar um determinado lugar, objeto ou pessoa, ou talvez minha total falta do que fazer, não sei o que ampliou esse ''dom'' eu diria, mas sei que muitas vezes essa minha tal característica foi bem útil para mim em diversas situações.
E durante alguns meses eu tinha começado a desconfiar de um determinado comportamento dos jovens e as vezes adultos, comportamento este muito desprezível e ridículo por sinal. Lembrando que não estou aqui escrevendo este texto para julgar uma pessoa em especifico alias ninguém é igual a ninguém, falo de modo geral, as pessoas em geral, o texto serve apenas para refletir um pouquinho e talvez abrir a mente pequena de algumas pessoas que compartilha este comportamento.

- Formem grupos crianças! eu odiava essa frase e ainda odeio, geralmente esta típica frase é dita somente por professores interessados em juntar você com outros coleguinhas ou não para fazer um maldito trabalho em grupo. Você deve estar se perguntando qual é o propósito disso tudo calma, eu vou dizer.
Acontece que, desde de pequenos aprendemos a nos separar das pessoas, um exemplo é a situação que citei acima, e acho que a escola é o começo de tudo, é aonde aprendemos a formar grupos, e é aí que aprendemos a socializar e conviver com outras pessoas surge também as amizades e fica tudo muito legal até você começar a achar que existe apenas seus amigos e você  no universo todo e pensar que tudo gira em torno de si, afastando todos aqueles que tentam chegar em vocês todos aqueles que pedem um minutinho de atenção, todos aqueles que pedem um favor ou ajuda, aliás é bem justo mesmo né? (não, não é) só se importar com aqueles que fazem parte do seu ciclo social, só ajudar sua amiguinha, só se importar e ser boazinha com gente que conhece, desprezando e tratando com certa ignorância os outros é como se as outras pessoas não tivessem um pingo de valor, depois de um tempo vem se gabar dizendo que gentil é legal com todo mundo e que ajuda as pessoas, de fato você é tudo isso, mas só com a rodinha de amigos.

A verdade é que a maioria dos adolescentes são egocêntricos e só se importam com o próprio nariz, acham que essa fase nunca vai acabar e que ser malvado(a) é mais bonito e mais legal do que ser uma pessoa grata e gentil, aquela que dar um mero bom dia e ajuda mesmo quem não merece ou não conheça.
Acho que pelo menos uma vez na vida, devemos nos colocar no lugar de alguém para podermos sentir o que outro esta passando, quantas vezes nos sentimos incompreendidos ou solitários? Pense bem, você poderia estar no lugar desta pessoa, pense como seria ruim, e não apenas sobre ser solidário não, é questão de querer ser um humano melhor mesmo, vai que você um dia possa virar uma inspiração para alguém? Pense nisso.
Gente entenda uma coisa não há beleza na arrogância muito menos na futilidade,
experimente ser um novo ser, acredite, a simplicidade, a gratidão e a humildade é a coisa mais rara e mais preciosa que uma pessoa tem ou pode ser.

Lorena Xavier 

Resenha: Isla e o Final Feliz - Stephanie Perkins
Livro: Isla e o Final Feliz
Série: Volume único
Páginas: 304
Editora: Intrínseca
Ano: 2015
Autor: Stephanie Perkins
Onde comprar: Saraiva

Sinopse: Tímida e romântica, Isla tem uma queda pelo introspectivo Josh desde o primeiro ano na SOAP, uma escola americana em Paris. Mas sua timidez nunca permitiu que ela trocasse mais do que uma ou duas palavras com ele, quando muito.Depois de um encontro inesperado em Nova York durante as férias envolvendo sisos retirados e uma quantidade considerável de analgésicos, os dois se aproximam, e o sonho de Isla finalmente se torna realidade. Prestes a se formarem no ensino médio, agora eles terão que enfrentar muitos desafios se quiserem continuar juntos, incluindo dramas familiares, dúvidas quanto ao futuro e a possibilidade cada vez maior de seguirem caminhos diferentes.Com participações de Anna, Étienne, Lola e Cricket, personagens mais do que queridos pelo público apresentados em livros anteriores da autora, Isla e o final feliz é uma história de amor delicada, apaixonante e sedutora, um desfecho que vai fazer os fãs de Stephanie Perkins suspirarem ainda mais.
É o seguinte, estava eu passeando em uma loja e resolvi ir na sessão dos livros e alguns deles estavam em promoção (estavam de dez reais, caso queira saber) só que, de todos que estavam baratinhos não gostei de nenhum. Eis que me deparo com esse lindão aqui, sério, não me julguem mas eu só comprei por causa da capa que chamou minha atenção, só depois que cheguei em casa resolvi ler a sinopse e a minha sorte foi que gostei do resumo dele.

Isla (se lê AILA viu?) é uma garota tímida e inteligente que estuda na SOAP uma escola americana em Paris. Isla gosta de Josh, um cara inteligente, talentoso e um pouco misterioso, em um belo dia em que ela arranca seus sisos e depois de estar dopada de analgésicos e não sabendo muito o que fala, ela resolve se aproximar de Josh os dois começam a conversar, algo que Isla provavelmente não iria fazer se não estivesse meio ''bêbada''. O que para Isla poderia apenas ser uma conversa, para o amor poderia ser o começo.

Isla e o Final Feliz provavelmente vai ser um dos livros mais amorzinho e simples que vai ter na sua prateleira, alias toda a sua simplicidade contribui para a essência romântica e delicada que é este livro e digo mais, se você não curte livrinhos românticos com direito a muita fofura nem perca tempo lendo este aqui. Isla e o Final Feliz me deixou dividida entre achar a história clichê e não achar clichê, porque tem muitas coisas no livro que eu não saberei explicar muito bem através de uma resenha ou seja eu teria que conversar pessoalmente com você para entender todas as minhas impressões que tive desse livro, mais a frente irei explicar mais sobre isso.

Eu acho que já citei que não gosto de livros com muitas enrolações e tipo, graças a Deus que este não é assim, pra falar a verdade ele é bem rápido mesmo, a autora não se prende em um só cenário contando mil detalhes a leitura é bem levinha mesmo, sem palavras difíceis, gente, só pra vocês saberem o quanto a história é rápida, Isla e Josh já se encontram nas primeiras páginas está aí um ponto a menos para o livro de Stephanie porém... Tudo acontece com muita leveza, simplicidade e com tempo certinho que tem para acontecer.

Agora vou explicar resumidamente porque o livro é e ao mesmo tempo não é clichê: Primeiro que Isla apesar da sua timidez não é totalmente travada, tipo aquela personagem que nunca tem sorte com nada, Isla não é uma garota boba pelo contrário ela consegue mostrar sua força (não física) e atitude em algumas situações que se passam no livro. Josh não é Bad Boy, e diferentemente dos demais personagens masculinos considerados ''bonitos'' dos livros, ele não é babaca e demostra seus sentimentos por Isla (vamos aplaudir este rapaz) e é por isso que não acho clichê.
Como o livro é muito romântico e cheio de fofuras você meio que fica na corda bamba, em certos momentos você não sabe se acha fofo ou apenas diz - Eca!

Para resumir tudo em um paragrafo só, pois acho que a resenha ta um pouco grandinha e não gosto de ler e nem escrever resenhas grandes, justamente para ocupar menos tempo de vocês e procurar resumir tudo de forma básica e eficaz: O livro é narrado em primeira pessoa, todos os personagens possui características bem marcantes (principalmente Kurt o melhor amigo de Isla), também muito bem construídos (exceto as irmãs de Isla, elas são meio superficiais), a história é leve e simples com um bom desfecho final, apesar de ser um pouco romantizado demais o livro ainda é ótimo para ler, a capa é um das minhas preferidas, simples e bonita, adorei a escrita da Stephanie Perkins e pretendo comprar outros livros da autora, enfim Amor é o que não falta neste livrinho se você gosta disso leia!

- Mas sei lá.Eu sempre sinto como se estivesse matando tempo aqui até minha vida começar de verdade.
- Você não sente vontade de tentar algo novo?E aquelas histórias de aventura que lotam as prateleiras do seu quarto?
Classificação: 

Oi Leitores.

Quem aqui conhece a Lorde? já tem alguns meses que postei sobre ela no blog e na época estava falando de uma música nova que ela tinha liberado hoje escreverei um pouco sobre o álbum completo também considerado um dos melhores álbuns do ano.

Melodrama-Lorde
Ta vendo esta imagem? pois é, é uma pintura super linda por sinal e esta por acaso também é a capa do CD, o álbum possui 11 faixas. Diferente do primeiro álbum ''Pure Heroine'' que girava em torno do universo jovem e todo tédio adolescente, o desprezo que Lorde sente de coisas luxuosas, com músicas retratados com ironia e veracidade de uma forma que todos possam sentir a mesma sensação de ''verdade'', uma confusão de sentimentos confusos que todo adolescente sente ou é.

Depois de passar um bom tempo sem lançar algo novo, surge então Melodrama, agora Lorde é uma jovem adulta aprendendo a lidar com isso e as novas sensações que ela está sentindo trazidas por uma nova fase em sua vida, sentimentos intensos e genuínos que uma garota de vinte anos está sentindo, sentimentos esses que ela quer mostrar de forma diferente e melodramática, aliás ela quer isso, ela sente isso. Então do nada as onze músicas do álbum te prende e surpreendentemente te faz ter a mesma sensação de estar sozinha e depois estar com os amigos novamente, a mesma sensação de querer algo e depois não querer mais, se apaixonar e então se separar, enfim um verdadeiro melodrama de sentimentos.
1. Green Light
2. Sober
3. Homenade Dinamite
4. The Louvre
5. Liability
6. Hard feelings/Loveless
7. Sober II
8. Writer in the dark
9. Supercut
10. Liability (reprise)
11. Perfect places