O garoto no Convés - John Boyne
Livro: O Garoto no Convés
Série: Volume único
Páginas: 492
Editora: Companhia das Letras
Ano: 2009
Autor: John Boyne

Sinopse: Em abril de 1789, semanas após concluir no Taiti uma curiosa missão com fins botânicos - coletar mudas de fruta-pão para alimentar os escravos nas colônias inglesas -, o navio de guerra britânico HMS Bounty foi palco de uma revolta de parte da tripulação contra o capitão William Bligh, que acabou deixado à própria sorte em um bote em alto-mar junto com os marinheiros ainda fiéis a seu comando. Sem provisões e instrumentos de navegação adequados, o grupo enfrentou 48 dias de duras provações até alcançar a costa do Timor. O episódio inspirou numerosos livros e filmes.Neste livro, a história da expedição é narrada do ponto de vista de John Jacob Turnstile, um garoto de Porstmouth, sul da Inglaterra, que sofre abusos de toda sorte, inclusive sexuais, no orfanato e pratica pequenos furtos nas ruas da cidade. Detido pela polícia após roubar um relógio, é salvo pela própria vítima do roubo quando esta lhe faz uma proposta: em vez de ficar encarcerado, embarcaria no HMS Bounty para passar pelo menos dezoito meses como criado particular do respeitado capitão Bligh. Turnstile aceita a barganha, planejando fugir na primeira oportunidade. Mas a rígida disciplina da vida no mar e uma relação cada vez mais leal com o capitão transformarão sua vida para sempre. É pela voz desse adolescente insolente e sagaz, mas ao mesmo tempo frágil e ingênuo, que o leitor acompanhará uma viagem repleta de intrigas, tempestades instransponíveis, cenários exóticos e lições de lealdade, paixão e sobrevivência. O autor acrescenta novos dados e interpretações a uma história até hoje misteriosa. Sugere, por exemplo, que a receptividade sexual das nativas do Taiti pode estar na origem da insatisfação que resultou no motim. Seduzidos - ou, no caso de Turnstile, iniciados - por elas, os marujos teriam considerado intolerável a idéia de retornar para casa, o que os colocou em linha de colisão com o capitão.
Uma obra que de inicio não me convenceu porém ao decorrer da leitura me apaixonei pela vida marítima.

A trama:

Para quem não sabe John Boyne é um dos meus autores favoritos, adoro a maneira como ele escreve e a veracidade que suas histórias transmitem. O garoto no convés conta a trajetória de um menino de 14 anos (no começo) desde a época em que roubava carteiras em Porstmouth até a sua grande viagem no navio Bounty e o grande e mais famoso motim da história marítima. John Jacob Turnstille viaja pelo mar pela primeira vez mesmo que sendo obrigado pela polícia local, ou era isso ou iria ser preso já que tiverá roubado alguns pertences de um fidalgo, e a maior aventura da sua vida acaba de começar.

Narrativa, Linguagem e Narrador:

Lembro bem que no começo me esforcei muito para ler este livro, a leitura não fluía e já havia desistido algumas vezes porém persisti e graças ao meu otimismo consegui terminar e descobrir que no final essa obra literária se tornou uma das minhas preferidas. De início (nos primeiros capítulos) achei o texto bem arrastado e cansativo (não desista!) mas só então quando Jacob embarca no navio as coisas começam a funcionar, a escrita do Boyne é muito bem estruturada e sem exagerar descrevendo detalhes a leitura se torna mais agradável.

A linguagem erudita aqui foi um dos aspectos mais interessantes do livro já que a história se passa no ano de 1787, é incrível como a escrita do Boyne nos convence a pensar que este livro foi escrito nesta época. A história é narrada em primeira pessoa e por se tratar de ser uma romance de formação mostra o crescimento do personagem ao longo do tempo (2 anos ou seja, até Turnstille ter 16 anos).

Personagens e Diálogos:

Vocês acreditam que eu só fui descobrir que o livro contava uma história real, que realmente aconteceu aquilo tudo só depois de ter terminado de ler? hahaha.

O personagem principal aqui é uma garoto que inicialmente tem 14 anos e se chama John Jacob Turnstille também chamado de Tutu pelos marujos, apelido no qual o garoto não gosta. Jacob é esperto e ao mesmo tempo ingênuo e curioso, Tutu me fez rir muito com as sua insolências e todo o seu jeitinho de ser, um personagem muito bem construído no qual me apeguei muitíssimo.

O capitão William Bligh apesar de considerado carrasco aqui ele aparenta ser mais amigável, Bligh e mais 18 marinheiros foram deixados a deriva no mar, resultado do motim tendo como participante principal Fletcher Christian um imediato arrogante e ambicioso que toma posse do navio Bounty.

Os diálogos são curtos e precisos, aliás, achei bem interessante a forma como o autor fez para escreve-los, ele não usa o travessão ( ㅡ ) mas sim aspas ('' ") e para ser sincera é a primeira vez que vejo isso.

Concluindo: 

Comprei a versão econômica e ela possui páginas brancas, o texto consome quase a página toda e as letras são pequenas em relação aos livros que costumo ler (deve ser pq é a versão econômica) porém isso não atrapalhou minha leitura, essa capa não é a minha preferida mas também não é a pior que tenho e apesar do título transparecer uma ideia de livro infantil não recomendo para crianças.

O Garoto no Convés foi uma das aventuras em que mais viajei nesse universo literário e se eu não tivesse persistido na leitura jamais teria conhecido todo esse universo, toda essa aventura. Jacob ou Tutu para os mais íntimos sofreu tanto durante a sua vida toda e eu realmente queria entrar no livro para ajuda-lo e dizer que tudo ficaria bem, e durante todo esse processo eu torci, sorri e me emocionei com você Tutu e obrigada por ter me ensinado a nunca desistir dos meus sonhos.

Para aqueles que leram essa resenha deixo aqui minha indicação, LEIAM ESTE LIVRO! sério, vocês não vão se arrepender.

 Quem tem confiança em si não precisa lembrar os outros do seu status social superior, mas os que não a têm acham necessário nos empurrar isso goela abaixo vinte vezes por dia.
...quando John Samuel desmaiou que nem uma donzela nas ruas de Londres num dia de calor... 

Classificação:

texto aprendi em 2018
Sempre tenho uma sensação estranha quando o ano termina, é como se um ciclo da minha vida se fechasse por completo para começar outro, em um ano pode acontecer tantas coisas, coisas que jamais pensaríamos que fosse acontecer.

E aprendi muita coisa este ano!

Este ano aprendi (ainda mais) sobre feminismo e suas relevâncias, o papel da mulher na sociedade e todos os padrões que foram quebrados e os que restam para serem vencidos e com isso pude tirar minhas próprias conclusões, meus próprios pensamentos e opiniões acerca deste assunto tão importante para nós mulheres. Fiquei orgulhosa de mim mesma por fazer parte disso e mesmo sendo jovem quero sempre ser ouvida, respeitada e quero ser levada a sério.

Tenho orgulho de ser uma mulher que tem conhecimento sobre os meus próprios direitos! 

Aprendi este ano sobre política também, coisas que eu realmente não sabia, coisas básicas e outras mais complexas que um cidadão tem por direito de saber, afinal o ano foi marcado por ''disputas'' no governo e uma série de hipocrisia que surgiu ao decorrer desses longos dias.

Fiquei atenta as fake news, felizmente elas não entraram na minha vida. Soube me informar ''seguramente'' (por assim dizer)!

Li livros maravilhosos e neles aprendi muitas coisas, eu sei o valor da importância que essas obras exercem sobre nossas mentes, aprendizados que vou levar para a vida e agradeço aos meus pais a nunca terem me reprimido e sim, me estimulado sempre a ler.

Os livros se tornou uma ótima e primeira opção de presente para os meus aniversários!

Aprendi que não sou uma pessoa que acharia que fosse, infelizmente. Talvez eu não seja tão forte como pensei, tive diversas recaídas ao longo do ano (questões psicológicas) e isso me deixou triste e me fez ter desistido de muita coisa importante para mim, porém aprendi também que sou um enigma a mim mesma e por vezes não me entendo como gostaria mas fico extremamente feliz por ser boa nas coisas que faço e por me empenhar nas minhas próprias decisões.

Minha mãe tem orgulho de mim e isso é o bastante!

Meu vocabulário se estendeu um pouco, descobri palavras diferentes que até então desconhecia. Sei que isso valerá apenas para meu aprendizado e conhecimento próprio.

Escrever poemas no bloco de notas do meu celular me ajudou nisso!

Infelizmente ou não, aprendi que nem tudo é o que parece ser e acabei descobrindo como algumas pessoas que me rodeia não era tão amigável como demonstrava ser, aprendi também a não confiar tanto nelas e a tomar cuidado com pessoas que aparentam não serem confiáveis. Mas também aprendi que amizades e convívio social é importante para o ser humano e a importância que tudo isso tem, talvez eu tenha sido mais sociável este ano.

Aprendi a aprender! a levar (quase) tudo como lição, por mais que a situação pareça devastadora elas sempre vão ensinar alguma coisa de valor!

Foi um ano difícil com altos e baixos podemos confessar, mas isso não nos abalou e acabamos por nos tornar mais fortes e inteligentes, nossa bagagem aumentou. Nos transformamos e não somos os mesmos de um ou dois anos atrás nem fisicamente muito menos mentalmente e com amor e respeito vamos progredir mais e mais.

Um feliz 2019 à todos!


Lorena Xavier

Oi Leitores.

O natal está chegando e está mais que na hora de inventar uma desculpa para comprar livros novos para você mesmo ou presentear alguém, oportunidade perfeita para incentivar a ler a pessoa no qual vai presentea-la. Corre que ainda dá tempo!

Tentei escolher livros neutros que pudesse agradar a maioria dos gostos, logo abaixo estão o titulo e o link para você ir diretamente no site para efetuar a compra caso se interesse.

Top 10 livros para presentear neste natal
1. Extraordinário - R. J Palacio, para ler a resenha clique aqui. Saraiva
2. Não Pare - FML Pepper. Saraiva
3. Tudo e Todas as Coisas - Nicola Yoon. Amazon
4. Caixa de Pássaros - Josh Malerman. Submarino
5. Memórias Póstumas de Brás Cubas - Machado de Assis. Americanas
6. Três Coisas Sobre Você - Julie Buxbaum. Amazon
7. Mestre das Chamas - Joe Hill. Amazon
8. As aprovações de Apolo - Rick Riordan. Amazon
9. Tartarugas até lá Embaixo - John Green. Saraiva
10. Origem - Dan Brown. Saraiva

é isso leitores, espero que tenham gostado das minhas sugestões e já está tudo linkado para você.

Beijos e boas festas!

Acompanhe o blog nas redes sociais
Oi Leitores.

Um tempo atrás eu falei que o blog teria novidades em breve e que 2019 seria um ótimo ano para anuncia-las, acredito eu que tudo que estou preparando vai dar mais visibilidade ao blog e sem contar que essas novidades irão favorecer vocês leitores, aliás vocês mandam aqui haha.

Entretanto tooodas essa novidades serão contadas nas redes sociais, é lá que elas serão divulgadas maaaas se você não seguir/curtir acabará ficando sem muitas informações, então vamos arrumar isso, basta seguir/curtir as redes abaixo:
Acompanhe o blog nas redes sociais






Na página no Facebook costumo postar novidades, alguns memes e lá você vai ficar sabendo dos novos posts do blog, para curtir a fanpage basta clicar AQUI.
Acompanhe o blog nas redes sociais
No twitter posto coisas aleatórias como, o que estou lendo e o que estou achando da obra literária, quotes, curiosidades do dia a dia, posts novos no blog e novidades, para seguir o blog no Twitter clique AQUI.
Acompanhe o blog nas redes sociais
























No Instagram é o seguinte, só posto fotos de livros nada mais que isso e geralmente essas fotos mostram qual livro estou lendo ou quais livros novos que comprei e aqueles que são resenhados, posteriormente também vou postar sobre sorteios e novidades, ah! tem os stories que comecei a utiliza-lo esses dias, muita coisa legal. Para seguir o blog no Instagram clique AQUI.

Beijos e até o próximo post.

Oi Leitores, quanto tempo não?

No post de hoje vou indicar alguns perfis literários nos quais acho interessante, aliás o Instagram é a forma mais fácil e divertida de ficar de olho nos lançamentos de livros e claro, as fotos também. vamos a estes perfis maravilhosos.

@leitoracretina

5 Perfis literários para seguir no Instagram
O blog Leitora Cretina é parceiro do blog e como o perfil literário da Mônica é maravilhoso e clean resolvi colocar na lista, as fotos são lindas e bem nítidas com um ar mais ''limpo'' e lá ela posta tudo sobre livros, se você quiser segui-la basta clicar no nome acima da imagem.

@blogmaisquelivros
5 Perfis literários para seguir no Instagram
Adoro as fotos deste perfil literário, são tão lindas e bem elaboradas é bem legal essas fotos serem cheias de detalhes que fazem toda diferença, neste perfil é postado tudo sobre livros também inclusive novidades e promoções, se você quiser segui-la basta clicar no nome acima da imagem.

@literamigas4
5 Perfis literários para seguir no Instagram











Adoro o ig dessas quatro amigas que resolveram se juntar para falar sobre livro na internet (meta de amizade) as fotos são fofas e não são tão padronizadas como os perfis anteriores, ou seja, há uma pequena diversidade na forma em que as fotos são tiradas e os filtros inseridos nelas, se você quiser segui-las basta clicar no nome acima da imagem.

@paginasamais
5 Perfis literários para seguir no Instagram
Obvio que eu colocaria o perfil do blog né queridos? lá eu só posto sobre livros como por exemplo, resenhas, livros novos, novidades etc. No momento estou tentando deixar o feed mais organizado e clean com apenas um filtro para dar coerência ao perfil, avisando que em 2019 vai ter muitas coisas boas e bastante novidade, vou dar uma "cara nova" em tudo. Se você quiser me seguir basta clicar no nome acima da imagem.

@seguelendo
5 Perfis literários para seguir no Instagram











O segue lendo tem o feed mais verdinho daqui, a Karla Lima que posta as fotinhas lá. Ela adora inserir flores, plantinhas e tudo que é verde nas suas fotografias e ainda utiliza filtros que deixam-nas com caras de primavera/verão. Tão fofo! se você quiser segui-la basta clicar no nome acima da imagem.

Então leitores, este foi o post de hoje espero que tenham gostado. Agora me diz, você já conhecia algum dos citados acima? Me conte!

Ed & Lorraine Warren - Demonologistas – Arquivos Sobrenaturais
Livro: Ed & Lorraine Warren - Demonologistas – Arquivos Sobrenaturais
Série: Volume único
Páginas: 272
Editora: Darkside
Ano: 2016
Autor: Gerald Brittle

Sinopse: Eles enfrentaram os mistérios mais sinistros dos últimos sessenta anos, sempre em busca da verdade. Agora é a sua vez de entrar em contato com o sobrenatural. Você tem coragem? Então leia Ed & Lorraine Warren: Demonologistas, a biografia definitiva dos mais famosos investigadores paranormais do nosso plano astral. 
Não é de hoje que os fãs do terror conhecem Ed Warren e sua esposa, Lorraine. O casal foi retratado em filmes de grande sucesso, como Invocação do Mal, Annabelle e Horror em Amityville. Mas basta folhear as páginas de Ed & Lorraine Warren: Demonologistas para constatar que, muitas vezes, a vida pode ser bem mais assustadora que o cinema. No livro, Gerald Brittle desvenda alguns dos principais casos reais vividos pelos Warren. Ed e Lorraine permitiram ao autor acesso exclusivo aos seus arquivos sobrenaturais, que incluem relatos extraordinários de poltergeists, casas mal-assombradas e possessões demoníacas. O resultado é um livro rico em detalhes como nenhum outro.
O livro mais assustadoramente assustador que já tive o prazer de ler.

A trama:

Quem é fã de terror com certeza conhece o casal Ed e Lorraine, alías eles foram os responsáveis na investigação do caso Anabelle que mais tarde virou um filme de grande sucesso. Os Warren, como são chamados, já foram convocados para investigar diversos casos que envolvam o sobrenatural, possessões, influências negativas, infestações de espíritos demoníacos e humanos. Neste livro os Warren nos explica como acontecem esses eventos sobrenaturais, como entram em nossas vidas e como não se deve mexer com o desconhecido, usando alguns casos que já participaram como exemplos, Ed e Lorraine nos mostra com muitos detalhes e clareza nas explicações que o mundo oculto é bem mais vasto do que parece.

Narrativa, Linguagem e Narrador:

Numa espécie de "entrevista" o autor Gerald Brittle faz diversas perguntas relacionadas ao universo sobrenatural e os Warren por sua vez respondem como podem e como sabem, o simpático casal nos revela coisas extremamente importantes a cerca dos espíritos (que eu provavelmente nunca iria saber). As perguntas feitas ao casal em sua maioria são as mesmas dúvidas que nos cerca como por exemplo, "como acontece as possessões demoníacas? por que um espírito infesta uma residência? como evita-los? como não atraí-los para perto de si? por que espíritos humanos ficam presos à terra?". A história é narrada em primeira pessoa, pelo caráter de ser uma 'entrevista'.

Personagens e Diálogos: 

Na época em que o livro estava sendo escrito Ed Warren ainda estava vivo, o mesmo era demonologista e explicou sobre o seu trabalho e o que ele sabia sobre o oculto, já Lorraine (uma senhora muito simpática por sinal) cuja ainda hoje está viva, é uma clarividente isso significa que ela pode 'detectar' presenças inumanas com mais facilidade, ela ainda pode ver e ler a aura das pessoas e saber o que estão sentindo ou se estão mentindo ou não sobre algo. A obra apresenta apenas o autor, Ed e Lorraine como principais personagens.

Concluindo: 

Mais uma vez a editora Darkside nos mostrando como se faz uma capa, uma impressão, tradução e um papel de verdade, a edição está incrível. O livro conta com uma capa dura e opaca apenas o título do livro, a logo e alguns detalhes estão com uma espécie de brilho dourado (nem sei como descrever) e a própria obra já vem com um marcador de página que está embutida no livro, uma fita vermelha igual aquelas que vem nas bíblias. Eu nunca tinha lido um livro de terror e adorei a sensação de medinho que fica, enfim, se você curte este tema acreditando ou não em demônios vale a pena ler.

O simples ato de pensar em um espírito é suficiente para atraí-lo até você.
 O espírito demoníaco é mentiroso. Ele já foi até chamado de Pai da Mentira. 
"- Espíritos não possuem objetos: espíritos possuem pessoas" 

Classificação:  

Filme O Círculo


  • Ano de lançamento: 2017
  • Atores principais: Emma Watson, Tom Hanks
  • Gênero: Ficção Científica 

Sinopse: Mae é uma universitária cujo sonho é trabalhar na maior empresa de tecnologia do mundo, O Círculo. A organização foi fundada por Eamon Bailey o seu principal produto é o SeeChange, uma pequena câmera que permite aos usuários compartilharem detalhes de suas vidas com o mundo. Mae vê sua vida mudar completamente quando é contratada pela empresa e sua função passa a ser documentar sua vida em tempo integral. O que ela não imaginava, no entanto, é que toda essa exposição teria um preço, não só para ela, mas também para aqueles ao seu redor. 

Estamos vivendo na era tecnológica, época de grandes mudanças e novidades e claro, a superexposição que estamos vivenciando e sofrendo, seja ela através de câmeras ou as próprias redes sociais. Obviamente ainda conseguimos "nos proteger" (entre aspas, claro) tomando algumas atitudes como, desligar a localização do celular, cobrir ou tampar as Webcams e entre outras coisas básicas. Mas de alguma outra forma estamos sempre sendo "vigiados".
Filme O Círculo
















E é exatamente sobre essa superexposição que o filme O Círculo retrata, sobre não termos mais privacidade, sobre como isso vai piorar (ainda mais) com o tempo e com o avanço da tecnologia. O filme apresenta um futuro não tão distante em que ninguém possa sequer pensar em privacidade e liberdade, uma verdadeira prisão a céu aberto e o que mais me intrigou foi o fato de que lá ninguém achava absurdo ou estranho e sim uma verdadeira evolução.

E se de um dia para o outro todos pudessem ver o que você faz durante 24hrs, todo santo dia?