Livro: Fique onde está e então corra
Série: Volume único
Páginas: 224
Editora: Seguinte
Ano: 2014
Autor: John Boyne
Onde comprar: Saraiva

Sinopse: Alfie Summerfield nunca se esqueceu de seu aniversário de cinco anos. Quase nenhum amigo dele pôde ir à festa, e os adultos pareciam preocupados — enquanto alguns tentavam se convencer de que tudo estaria resolvido antes do Natal, sua avó não parava de repetir que eles estavam todos perdidos. Alfie ainda não entendia direito o que estava acontecendo, mas a Primeira Guerra Mundial tinha acabado de começar.Seu pai logo se alistou para o combate, e depois de quatro longos anos Alfie já não recebia mais notícias de seu paradeiro. Até que um dia o garoto descobre uma pista indicando que talvez o pai estivesse mais perto do que ele imaginava. Determinado, Alfie mobilizará todas suas forças para trazê-lo de volta para casa.
Antes de começar a resenha quero comunicar (e prometer) e pedir sinceras desculpas pelas resenhas tão demoradas sério, tenho que ler mais rápido prometo que vou postar com mais frequência.

Primeiramente este é o primeiro livro que leio do John Boyne e quero deixar muito claro que não vai ser o último porque gostei muito. Alfie tinha cinco anos quando tudo começou ele não entendia exatamente os motivos que levavam uma pessoa a começar uma guerra ou mesmo se alistar para ela, não entendia essa coisa de ''servir o governo'' algo que os adultos tanto falavam, mas sabia que era algo ruim no qual seu pai resolveu entrar, sua festa de aniversário não foi a melhor de todas muito pelo contrário virou uma lembrança ruim pois marcava o começo da Primeira guerra mundial.

No começo parecia fácil sempre que podia seu pai mandava cartas contando o que acontecia e como se divertia fazendo travessuras com seus colegas soldados, mas as coisas foram mudando para pior cartas não surgia com tanta frequência como antigamente tampouco Alfie poderia ler todas, até que elas param de chegar e o menino agora com nove anos se vê em uma situação complicada com uma enorme força de vontade para ter o pai de volta.

Alfie franziu a sobrancelha. Em qualquer outro dia, ele teria ficado contente com aquela notícia, mas hoje não tinha certeza se era bom. Afinal, não sabia a que horas chegar em casa. Ele tinha planos. Planos muito sérios. Sua própria missão secreta.

Alfie definitivamente me encantou da forma mais especial possível apesar da pouca idade é um garoto muito esperto e inteligente, sua forma de pensar e agir me lembra uma pessoa mais velha. Achei que o autor descreve muito bem as ações e sentimentos do personagem a narrativa é em terceira pessoa, achei o garoto muito fofo e claro tinha pensamentos e formas de agir inocentes por mais que fosse esperto. A forma que tenta encontrar uma saída para tantas frustrações da guerra e o desaparecimento de seu pai é impressionante, ainda podemos sentir a tristeza, magoas através de Alfie e das pessoas ao redor principalmente Margie.

Margie summerfield (mãe de Alfie) é uma mulher batalhadora que sofre tanto quanto o filho após a ida de Georgie para guerra, tendo que trabalhar duro para os dois não passasse fome, Margie me fez sentir toda dureza e desconforto que ela e Alfie sofria.

 Fique onde está e então corra é uma história triste no geral mais tem um final comovente que me fez torcer o tempo todo para Alfie para que tudo desse certo, com diálogos interessantes e frases emocionantes, com uma mensagem central: O amor é mais forte do que você pensa.

- O mundo é imenso, não é? - disse Georgie. - Você acha que nos outros planetas todo mundo se odeia também?

Classificação: 

Deixe um comentário