O sol brilhava intensamente no céu, a brisa soprava seus cabelos e seus passos delicadamente ensaiados pisava sobre as calçadas da grande cidade em que morava, poderia ser mais um dia calmo em sua vida claro, se não fosse a tal improducência da pessoa que dirigia aquele maldito carro. Samantha ainda se lembrava do ocorrido, que ato de covardia que aquele motorista fez, se tivesse respeitado a faixa de pedestres Samantha ainda teria duas pernas.
Caída no chão ela gritava desesperadamente queria ajuda e a teve, graças a Deus. Até quando seus olhos se fecharam e após um breve momento ela acorda com uma sensação diferente, o ar úmido e frio, as luzes piscavam, incomodada por estar deitada em uma cama estranhamente dura, Samantha tentou se levantar porém logo desistiu desta ideia após notar que suas duas pernas estará faltando.
Seus olhos cinzentos fixaram em um só ponto de sua visão, suas pernas...

Esta não era a melhor forma de seguir na vida, ela não achava isso alias, ninguém acharia uma coisa dessas. Ao fim do dia sua mãe perguntou se estava se sentindo bem?

- Acho que não consigo viver desta maneira, mãe.

- Você é uma pessoa forte.

-  E se eu não for?

O silêncio pairava no ar, e se a garota de apenas dezesseis anos não conseguisse superar, e foi exatamente nessa hora que Samantha começou a se esvanecer, na hora os médicos disseram que ela estava tendo algum tipo de sagramento no cérebro, o quarto em que estava começou a girar, não conseguia escutar com clareza como antes, foi então quando algo muito parecido com slides ou até mesmo um filme passando em sua mente se lembrou de seus pais, seus irmãos, sua cachorrinha adorável e todas as felicidades que teve ao lado de sua família.

''Posso ir agora''

Quando tudo ficou escuro e seus lindos olhos se fecharam para sempre...

2 Comentários

  1. Uau, acredito que o psicológico pode realmente desencadear algo assim! Nessa foto, é tu? VocÊ escreve muito bem, parabéns, Congratulations! Ei não foi possível confirmar meu site, mas sou eu a Talita :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, não, eu não sou a mulher da foto haha.

      Excluir