12 janeiro 2018

Resenha: Extraordinário - R. J. Palacio

Extraordinário - R. J. Palacio
Livro: Extraordinário
Série: Volume único
Páginas: 320
Editora: Intrínseca
Ano: 2013
Autora: R. J. Palacio

Sinopse: August Pullman, o Auggie, nasceu com uma sindrome genetica cuja sequela e uma severa deformidade facial, que lhe impos diversas cirurgias e complicacoes medicas. Por isso, ele nunca havia frequentado uma escola de verdade... ate agora. Todo mundo sabe que e dificil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tao diferente. Prestes a comecar o quinto ano em um colegio particular de Nova York, Auggie tem uma missao nada facil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparencia incomum, ele e um menino igual a todos os outros.
R. J. Palacio criou uma historia edificante, repleta de amor e esperanca, em que um grupo de pessoas luta para espalhar compaixao, aceitacao e gentileza. Narrado da perspectiva de Auggie e tambem de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraidos, Extraordinario consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, familia, amigos e comunidade um impacto forte, comovente e, sem duvida nenhuma, extraordinariamente positivo, que vai tocar todo o tipo de leitor.
Oi Leitores.

Extraordinário é um livro muito difícil de descrever com palavras, é muito difícil transformar tantos sentimentos que sinto em frases ou textos mas farei o possível aqui já que mais uma vez o livro me fez chorar, era como se eu estivesse lendo-o como se fosse a primeira vez. Para quem não assistiu o filme eu indico de todo o meu coração. É tão incrível como o filme está tão ligado ao livro, eles foram muito fieis a obra até nos pequenos detalhes, estava com muito medo de que tirassem partes do livro e se eu tivesse uma grana eu iria assistir várias e várias vezes seguidas.

A trama:

Aqui alguns pontos são bem simples, August é um garoto de dez anos e ele tem uma síndrome genética super rara que o faz ter uma aparência um tanto incomum, o enredo todo do livro se concentra no Auggie, sua família e a difícil decisão de coloca-lo em uma escola de verdade já que o garoto estudava em casa e sua mãe era a ''professora'' depois de ser aceito em uma escola vem a terrível missão de se adaptar e mostrar a todos que apenas sua aparência é diferente e que de fato ele é um garoto comum e normal. Acho que o que mais me fez gostar dessa obra foi o fato de quer uma criança transformou o ambiente que vive apenas com a força de vontade, gentileza e bondade. Aliás o livro traz uma grande e valiosa mensagem: gentileza, essa é a palavra que deve ser aplicada literalmente todos os dias em todas as ocasiões, não importa com quem seja. Se uma criança ler um livro assim ela com certeza aprenderá isso e talvez levará para vida toda.

Narrativa, Linguagem e Narrador:

O livro possui uma ótima narrativa o texto flui bem e a leitura não é cansativa. As cenas passam rápido na medida certa, a autora não perde tempo descrevendo demais as cenas ou as coisas, com uma linguagem mais coloquial como criança realmente falaria, queria ressaltar a importância da autora não só ter escrevido, como ter pensado igual uma criança de 10 anos pensaria, um trabalho excelente afinal. A história é narrada em primeira pessoa nos dando total liberdade de conhecer Auggie por completo, todos os seus medos, pensamentos e suas próximas ações. Há mais de um ponto de vista, o livro tem separações, existe meio que um capitulo para cada personagem principal, exemplo, tem uma parte que mostra o ponto de vista da irmã de Auggie, do amigo, da amiga dele e assim por diante.

Personagens e diálogos:

Auggie é o personagem principal, carismático, bondoso e inteligente, por ter tantas qualidades ele acaba nos cativando e nos fazendo ter uma enorme vontade de abraça-lo sempre que ele chora ou faz algo fofo. É um personagem bem feito e com características bem definidas. Via ou Olivia se preferir, é a irmã mais velha de Auggie, Via é uma garota inteligente, calma e muito compreensiva já que não só intende que seu irmão precisa de mais atenção como o ajuda sempre que precisa e é exatamente por Auggie sempre precisar da companhia dos pais que Via é uma garota meio solitária e carente pela atenção dos pais, principalmente pela mãe. Mãe e Pai são personagens muito carinhosos e atenciosos, estão sempre dispostos a auxiliar August. Auggie tem dois amigos mais próximos, Summer e Jack. Jack no começo me fez ter raiva dele já que ele meio que se sentia pressionado a ser amigo de Auggie, por fim acaba se mostrando um ótimo garoto. Summer é uma menina esperta e engraçada que logo se torna amiga de Auggie ela sempre estar com ele o que faz outras crianças fazerem brincadeiras a respeito e até sentir nojo dessa amizade. Julian foi o personagem mais cruel que eu já tive que lidar, sério mesmo, apesar de ser uma criança Julian realmente é ruim e pratica bullying com Auggie fazendo-o chorar algumas vezes e exatamente pior isso que eu odeio aquela criança haha. Há outros personagens porém não vou citar todos se não isso aqui ficará muito grande, desculpe mas você vai ter que ler. Os diálogos foi um dos pontos mais legais que observei, eles não são nem muito curtos e nem muito longos, são perfeitos. O vocabulário usado é adequado já que são crianças e é aí que tudo me fascina, tudo que é dito lá é verdadeiro, nada parece forçado, sabe aquele tipo de conversa nos livros que você tem certeza que nunca dirão na vida real?

Concluindo:

Extraordinário foi e é uma grande lição a todos que leram, chorei e refleti muito lendo essa linda obra. Não me arrependo de ter comprado o livro, não me arrependo de ter assistido o filme (porque é tão bom quanto o livro), tudo é retratado com tanta delicadeza e fluidez que não chega a chocar o leitor, totalmente indicado a crianças, aliás para todos os tipos de público. Com uma mensagem linda sobre gentileza e generosidade eu deixo aqui minha indicação literária aos amantes de leitura.
"Toda pessoa deveria ser aplaudida de pé pelo menos uma vez na vida porque todos nós vencemos o mundo - Auggie"
Classificação:


Prazer em conhecê-lo/a, me chamo Lorena e tenho 18 Anos. Eu encontrei um refúgio, um lugar para fugir quando eu estiver vontade, um espaço só meu. Sabe o que é mais incrível? deixarei você entrar quando quiser.

Facebook

Busca

Follow by Email

Receba as novidades

Insira seu e-mail abaixo para receber atualizações do blog:

Classificação

Classificação

Calendário de Posts

Calendário de Posts

Siga no twitter

Mais lidos

Tecnologia do Blogger.